Lançamento de Sol da meia-noite

O novo livro de Stephanie Meyer, Sol da meia-noite, que é a continuação da saga Crepúsculo, foi lançado nesta terça-feira (4). Ele, que mostra o ponto de vista de Edward Cullen e o início do romance do vampiro com Bella Swan, deixou os fãs da história bastante animados. No portal oficial da autora, Meyer comentou um pouco sobre o lançamento:

Conseguimos! Muito obrigada a todos vocês por terem ficado comigo durante esse verão enquanto esperávamos. O entusiasmo de vocês criou um um ótimo estado mental para mim enquanto tudo no mundo parece menos divertido. Espero que esse livro leve a vocês alegria, escapismo e um pouquinho de amor verdadeiro. De volta à floresta, quinze anos depois! APROVEITEM!

STEPHENiE MEYER

De acordo com uma entrevista para o The New York Times, Stephenie não imaginava que as pessoas tivessem vontade de ler uma continuação depois de tanto tempo da publicação dos livros de Crepúsculo. O motivo do lançamento tardio, segundo Meyer, foi porque ela finalmente tinha conseguido terminar. “Quando vi a luz no final do túnel, comecei o processo de publicação”. Em comparação aos outros livros da saga, que de acordo com a escritora, eram divertidos de escrever, Sol da meia-noite foi bastante difícil. “Cada palavra era uma luta”, disse.

Vale lembrar que em 2008, Sol da meia-noite já estava em processo de produção, e infelizmente, teve vários capítulos vazados na internet. Stephenie, ao estar de frente com essa situação, preferiu guardar o livro e não dar continuação nele naquele momento.

Processo de lançamento no Brasil

A Intríseca, editora responsável pela edição nacional de Sol da meia-noite, teve um trabalho árduo na produção dessa adaptação. A editora Suelen Lopes, funcionária da Intríseca, publicou um post no blog da empresa contando os detalhes e os bastidores desse trabalho, afirmando que “Publicar um livro envolve muitos processos, e processos demandam tempo. Um livro, esse objeto que amamos e chega na nossa casa, traz consigo o trabalho de dezenas e dezenas de pessoas e, sem elas, ele simplesmente não existiria”. Para fazer o lançamento simultâneo ao dos Estados Unidos, a equipe teve que correr contra o tempo, e a tradução foi um dos processos mais difíceis. Acesse o post completo e entenda a correria e as diversas etapas que os funcionários da Intríseca tiveram que passar para entregar um livro perfeito aos leitores brasileiros.

Escrito por

Sou Daniela Esperandio Dias, uma capixaba de 21 anos que é jornalista e tem coluna de uma senhora de 70. Estou na luta para aprender francês, amo ler e escrever, e tenho um cachorro idoso que me acompanha nas minhas tardes de estudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s