Resenha: O Sonho do Tigre – Colleen Houck

“Estou dizendo que sou seu na vida, irmão, e seu na morte.”

Esta resenha é algo importante para mim porque a saga A Maldição do Tigre significa muito para minha pessoa. Eu sinceramente não tenho palavras para dizer como esses livros me marcaram e me fizeram a leitora que sou hoje. Lembro-me quando conheci a história e como fiquei completamente apaixonada pelo universo criado por Colleen Houck. Foi em 2015 que li todas as obras e me vi encantada pela literatura fantástica. Depois daí, não parei nunca mais. Então, comentar sobre o livro que concluiu essa saga tão necessária para mim é algo que me deixa feliz e ao mesmo tempo, triste. Nostálgica.

Enfim, só tenho a agradecer por ter tido a oportunidade em mergulhar em tal história e me perder completamente, sair deste nosso mundo sem graça e ser levada para um lugar tão fantástico.

HISTÓRIA

O Sonho do Tigre é um livro lindo. É um livro que me levou de volta para 2015 e me fez rir e chorar. Quem narra é o Kishan, e ele me conquistou ainda mais (como isso é possível?). A história se passa após os acontecimentos de O Destino do Tigre, sendo que Kishan virou o tigre de Durga/Anamika e dessa maneira, permanece com a deusa, ficando longe de Kelsey e Ren. Os dois resolvem os problemas do povo que pede ajuda, e juntos, são uma força grandiosa.

Em determinado momento, Phet surge e diz que Kelsey está precisando da ajuda de Kishan. E é aí que a história se desenrola. Kishan e Anamika partem em uma aventura que desafia a linha do tempo.

PERSONAGENS

Os principais personagens da história são Kishan e Anamika. Tem um outro que aparece bastante, mas não o citarei aqui por conta de spoilers. Na verdade, qualquer coisa que eu deixar registrado aqui é uma forma de spoiler porque o livro é muito surpreendente. Devido a isso, limitarei-me em falar apenas de Kishan e Anamika.

“Como era possível que ela estivesse tão perto e ao mesmo tempo tão longe de mim? Ela não pressentia que era eu? Será que pensava em mim? Que sentia minha falta? Que se arrependia de ter me deixado para trás?”

Kishan: meu querido tigre de ébano mostra seus pensamentos nesta obra, e eu sinceramente sofro por ele, porém, me sinto tão feliz com o desenvolvimento de personagem que ele tem. Kishan é forte, amoroso e possuidor de uma terrível baixa autoestima – e isso é muito bem trabalhado na trama. Os sentimentos dele vão se entendendo ao longo da trama, como que se nós fossem desembolados. Vale lembrar que o sentimento que ele tinha por Kelsey era muito forte, não sendo fácil de ser superado. Quando ele entende que Kelsey e Dhiren eram almas feitas uma para a outra, eu gritei um “aleluia!”.

“— Sunil nunca se comportou como um pássaro na primavera e ele se recusa a dançar.

— Agora ele dança – repliquei – é isso que o amor faz. Ele turva o pensamento do homem.

— Então o que ele faz com as mulheres?

— A mesma coisa.

— Bem, eu jamais me rebaixaria a tal exibição.

— Você pode não se importantar tanto. Se for com a pessoa certa, é claro.”

Anamika: ela é incrível! Anamika é uma personagem maravilhosa e de diversas camadas. É impossível não torcer pela felicidade dela e não sofrer por ela também – ainda mais quando seu passado é revelado. Ela é forte, bondosa e muito poderosa, além de ser dona de uma personalidade decidida.

SPOILER: o relacionamento dos dois é construído de uma forma tão, tão adorável, que eu tenho vontade de chorar com tamanha graciosidade. A maneira com que eles interagem é muito bem escrita, e tudo é muito bem desenvolvido. No início, tem-se aquela estranheza; no meio, o entendimento; no final, a certeza. Ler Kishan se apaixonando por Ana aqueceu o meu coração, sem dúvidas.

“Eu não sabia rotular os meus sentimentos. Amor não parecia abranger tudo isso. Não era o suficiente. Eu precisava da ajuda de Ana para nos definir. O que éramos, o que poderíamos ser, era algo muito grande, muito significativo para que eu tentasse identificar sozinho.”

FINAL

É impossível eu fazer uma resenha desta obra sem falar sobre como ela me deixou triste.  Primeiramente porque ela é a conclusão da história. Segundamente, porque eu queria que os irmãos tivessem tido uma maior interação. Isso foi o que eu mais senti falta. Enfim.

O final é fantástico, e Colleen não teve pena de transformá-lo em algo real. Devido a isso, sim, eu sofri ao ler as últimas páginas e estou com um nó na garganta até agora. Porém, a vida é assim, e até os poderosos são afetados por ela. Mas não se preocupem, é triste mas é lindo!

E isso é tudo 😉 Leia O Sonho do Tigre e saibam que muitas emoções estão esperando por você.

Anúncios

Escrito por

Sou Daniela Esperandio Dias, uma capixaba de 19 anos que tem coluna de uma senhora de 70. Curso jornalismo e estou na luta para aprender francês. Amo ler e escrever, e tenho um caso sério com o chocolate.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s