Resenha: O Inverno dos Escritores Mortos – Miller Brito

“— Me desculpe, meu bem, eu tentei, juro que tentei, mas acho que não sou capaz…”

Nesta resenha eu venho falar sobre o livro O Inverno dos Escritores Mortos do escritor Miller Britto, um brasileiro bastante talentoso. Eu li a obra de Miller durante uma viagem e devo confessar que ela me distraiu bastante e me arrepiou em certos momentos. Se ela tivesse corpo, seria o do céu chuvoso e cheio de relâmpagos (porque eu tenho medo). A trama mostra um clima muito triste, melancólico e doentio, mas ao mesmo tempo, cheio de ação e expectativas.

SOBRE

A história se desenrola em volta de um misterioso assassino que mata escritores de livros do gênero romance policial. Ele é um caso para o detetive Fred, que se torna altamente intrigado e faz de tudo para solucionar o problema. Em uma outra parte da trama é contada a convivência de um grupo de amigos amantes de literatura que se reúne na biblioteca de um deles para falar sobre obras e o mundo literário. Ao longo de O Inverno dos Escritores Mortos, pistas dão a entender que o assassino faz parte do grupo, e a questão mais difícil é: qual dos integrantes mata os escritores?

“Quando termino, minha vontade não é de ir embora. Quero ficar ali por mais tempo, absorvendo a atmosfera daquele lugar. Sorvendo o cheiro da morte e a sensação plena de missão cumprida, mas tudo o que é bom realmente dura pouco, e preciso ir, passar por aquela porta e voltar a ser a pessoa desinteressante que habita o mundo lá fora.”

Tal pergunta desenrola a história e vários lados são contados. Gostei de como tudo foi sendo esclarecido e montado.  O Inverno dos Escritores Mortos é um quebra-cabeças em que as peças se encaixam no final, e desvendar a identidade do assassino não é fácil. Eu suspeitava de uma pessoa, mas fui completamente enganada e errei o palpite. É complicado, já que cada um dos amigos esconde algo suspeito.

A escrita e trama são muito boas, e o livro é empolgante, como aqueles que você lê rapidamente para descobrir o final logo. A finalização também não deixou a desejar, sendo bem dramática – igual a todo o resto.

Recomendo a obra principalmente para quem gosta de suspense, drama e histórias muito, muito tristes. Miller não tem dó dos personagens, nem um pouquinho. Temas como separação, traição, assassinato/tortura (obviamente) e estupro estão presentes, assim como o que abordou o relacionamento de um homem mais velho com uma adolescente. É polêmico (não quero comentar sobre isso, senão seriam linhas e mais linhas de opiniões minhas que não têm nada a ver com a história) , e acrescentou – na minha opinião – mais acidez ao livro, principalmente da forma como foi contado.

“— Luís, aos dezesseis uma garota já sabe o que quer.

— Não, ela não sabe. Essa é a época das paixões platônicas, movidas pelos hormônios que estão em ebulição. Nada além disso.”

A força da mulher também esteve presente na obra com a personagem Elis. Ela é a detetive que ajuda Fred no caso, e é muito maravilhosa!

“— Não gosto da forma que você diz — pontuou Elis — você está assumindo que se trata de um assassino, um homem, mas vejo aquela porta se abrindo com mais facilidade para uma mulher.

— Não excluo a possibilidade de estarmos falando de uma mulher, foi só a força de expressão — justificou-se o detetive.

— Sim, claro, a língua portuguesa e seus costumes machistas.”

Outro lado legal que foi abordado, é o de um personagem, Bernardo, falando sobre o racismo. Ele é negro e mostra a posição dele sobre o tema, muitas das vezes de forma descontraída, porém, no fundo, obviamente tem um lado sério nisso, afinal, o racismo é uma praga que assola nossa terra.

PERSONAGENS

Como existem muitos personagens sendo foco na história, não é fácil saber sobre cada um de forma profunda. Porém, todos tinham uma personalidade diferente, uma trama diferente, e isso foi o suficiente para mostrar os lados/visões/jeitos deles. Só para deixar registrado: a Elis é uma deusa!

Enfim, O Inverno dos Escritores Mortos é um livro muito bom, e está disponível nesta loja virtual. Você também pode entrar em contato com o autor pelo Instagram para adquirir o seu exemplar.

Anúncios

Escrito por

Sou Daniela Esperandio Dias, uma capixaba de 19 anos que tem coluna de uma senhora de 70. Curso jornalismo e estou na luta para aprender francês. Amo ler e escrever, e tenho um caso sério com o chocolate.

Um comentário em “Resenha: O Inverno dos Escritores Mortos – Miller Brito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s